E o Brasil?

A partir de 1860, com o aumento das publicações ilustradas, começaram a aparecer as primeiras reportagens desenhadas no Brasil, por conta do ilustrador italiano radicado no Rio de Janeiro Ângelo Agostini (1843-1910), conhecido como “repórter do lápis” e considerado o pai da história em quadrinhos do país.

Alguns jornais brasileiros têm investido no jornalismo em quadrinhos. Em 1999, O Estado de S. Paulo publicou uma entrevista em quadrinhos da repórter Patrícia Villalba e dos ilustradores Gabriel Bá e Fábio Moon. Em 2008, O Globo publicou a série Favela S.A.

Já o blogueiro Daniel Gnattali trabalhou intensamente na Festa Literária de Paraty (Flip) de 2012. “Durante o evento em Paraty e na pós-Flip, ele cobriu os acontecimentos on-line, colocando no ar uma página por dia”, comenta Aristides Dutra.

Anúncios